1

1

domingo, 12 de julho de 2015

Mensagem de Carla Batista Fonseca ( 1947 - 2011)

Quero também mandar uma mensagem para a minha família e vai ser difícil deles acreditarem, mas vou tentar.
Queridos e amados filhos e marido Leonel,
Meu querido marido que alegria saber que vai ler estas páginas, vai se identificar com as minhas palavras e vai perceber que sou eu mesma. Não faz muito tempo que desencarnei, mas já me encontro bem e feliz. Sei da dificuldade em acreditar que possa ser eu mesma, mas peço que leia com o coração e vai ver que sou eu mesma. Fui sua esposa e ainda me sinto sua esposa, apenas não estou mais ao seu lado. Tenho orado sempre para você e para as crianças. Quero que a Julia e o Lucas também recebam este beijo meu.
Sinto muitas saudades de todos. Diga para os meus pais que também sinto saudades deles e que também oro por eles para que fiquem bem e que me ajudem a cuidar das crianças, pois as vezes sofro de ansiedade em saber que poderia estar aí ajudando, mas sei que estão em boas mãos e assim fico tranquila para cumprir com os meus deveres.
A Laura tem me visitado enquanto dorme e neste sono eu posso conversar com ela. Sei que tudo é muito novo para todos, mas vou voltar para trazer mais notícias e assim vão se acostumando comigo. Fiquem todos com muita luz e amor. Orem todos os dias. Peçam aos seus Anjos de Guarda que os ajude a solucionar os seus problemas e peça que os proteja.
Que assim seja e muito obrigada a todos por tudo.

Graças a Deus consegui escrever, pois fiquei muito emocionada e achei que não iria conseguir passar o texto que gostaria. Muito obrigada pela sua paciência. 

Nenhum comentário: